Recrutamento: o que é, processos, e técnicas de seleção

A constante competitividade entre as organizações no mercado de trabalho leva a que estas invistam mais na sua evolução, o que de certo modo está relacionado com um investimento direto nas suas pessoas. O departamento de Recursos Humanos tem a urgente responsabilidade de contribuir para essa evolução, uma vez que terá de recrutar e contratar profissionais capazes de auxiliar no sucesso da organização. É desta forma que o processo de recrutamento se demonstra importante para a sobrevivência de qualquer empresa.

Durante este artigo, vamos expor o conceito de recrutamento, os tipos de recrutamento existentes e a sua importância, assim como as etapas e técnicas que o constituem. Se quer aprender mais sobre este conceito, leia até ao fim. 

Entrevista de emprego para recrutamento

O Que É Um Processo de Recrutamento?

Os conceitos de recrutar e selecionar aparecem quase sempre um a seguir ao outro, o que pode originar confusão no que diz respeito à definição de cada um. Mas atenção! Por aparecem sempre juntos, induz-se ao erro de que significam a mesma coisa, mas ambos possuem significados distintos.

O processo de recrutamento corresponde ao conjunto de técnicas e procedimentos utilizados na atração de candidatos. Ora, no fundo, trata-se de um processo de comunicação, onde a organização, mais concretamente os Recursos Humanos, divulgam e oferecem ofertas de emprego, seja em sites, jornais ou redes sociais. O seu foco insere-se, nomeadamente, na atração dos candidatos que detém das competências necessárias, para contribuir para o sucesso da organização em causa.

Após efetuado o recrutamento, agora pode ser feito o processo de seleção. Nesta fase, é fundamental que a organização defina claramente quais os métodos que irá utilizar para escolher o candidato ideal. Neste sentido, o processo de seleção é seletivo, pois tem como objetivo aglomerar os melhores candidatos, através de técnicas como as entrevistas, avaliações psicológicas ou testes para diferenciar os candidatos e selecionar depois o melhor.

Ao aglomerarmos os dois conceitos, podemos dizer que o processo de recrutamento e seleção é o nome dado ao processo que envolve a contratação de novos colaboradores para a empresa. É composto por diversas etapas, desde a atração à avaliação de candidatos até à contratação daquele que melhor se destacou e que melhor se enquadra na cultura da organização.

Quais são os tipos de recrutamento?

Quando se fala em recrutamento, o tipo de recrutamento que é imediatamente assumido é o que envolve recrutar candidatos fora da empresa. Contudo, este não é o único tipo de recrutamento que existe.

Recrutamento interno

O recrutamento interno é aquele efetuado dentro da organização, onde o seu objetivo passa pela promoção ou realocação dos colaboradores que já trabalham na organização. De modo geral, este tipo de recrutamento acontece quando os colaboradores são promovidos para posições superiores ou simplesmente mudam de cargo dentro da empresa.

O recrutamento interno tem a possibilidade de se tornar vantajoso ao dar a possibilidade de crescimento e progressão de carreira aos funcionários. Além disso, contribui para a redução de custos e tempo, uma vez que o processo decorre internamente.

Recrutamento externo

No que diz respeito aos processos seletivos, este tipo de recrutamento é o mais conhecido e utilizado pelas organizações. No recrutamento externo, a empresa vai ao mercado de trabalho à procura de candidatos para o preenchimento de uma determinada vaga. Neste modelo, de facto, os custos e riscos são mais elevados, já que a empresa não possui conhecimento prévio sobre o comportamento das novas contratações e terá a necessidade de investir mais para encontrar e contratar a pessoa certa para uma vaga.

Recrutamento misto

O recrutamento misto ocorre quando os Recursos Humanos combinam candidatos internos e candidatos externos no mesmo processo seletivo. Este tipo de método serve como uma forma de aumentar a competitividade entre candidatos internos e externos através da promoção de testes e entrevistas em pé de igualdade.

Recrutamento online

Este tipo de recrutamento, mais utilizado agora no período pós-pandémico, é, na realidade, uma ferramenta utilizada para tornar os recrutamentos internos, externos e mistos mais eficientes. Como? Pela implementação de uma plataforma especializada onde as organizações podem publicar a divulgar as vagas que têm em aberto e avaliar detalhadamente todas as qualificações dos candidatos. Pode aprender mais sobre este tipo de recrutamento no nosso artigo sobre Recrutamento Digital.

Recrutamento às Cegas

O recrutamento às cegas existe para terminar ou diminuir com a discriminação, consciente ou inconsciente, no momento da avaliação dos candidatos. Este tipo de recrutamento é uma excelente forma de alimentar a diversidade no ambiente de trabalho, sendo que neste processo seletivo apenas são referidos os requisitos essenciais à vaga, ou seja, são avaliados somente as competências técnicas e comportamentais.

Qual a importância de um bom recrutamento? 

O capital humano das organizações, ou seja, as suas pessoas, são os maiores responsáveis pelo sucesso das mesmas. Porquê? São as pessoas que contribuem com as suas ideias, as suas soluções para os problemas que possam surgir e são elas que tomam decisões diariamente sempre para o bem da organização onde se encontram. Por esta mesma razão, encontrar e contratar o candidato ideal para a vaga é essencial para o êxito organizacional, sendo que o processo de recrutamento e seleção é o principal responsável pela escolha dos novos funcionários que farão a diferença na organização. Perante isto, podemos dizer que os Recursos Humanos e o processo de recrutamento e seleção são componentes estratégicas organizacionais, uma vez que garantem à organização a constituição de uma equipa competente, produtiva e com valores compatíveis com os da organização onde se inserem. Portanto, é o recrutamento e seleção que disponibiliza às empresas o instrumento que estas necessitam para se destacarem no mercado e obterem sucesso: excelentes profissionais.

recrutamento profissionais de marketing

Qual o processo de recrutamento e seleção?

Pôr em prática um processo de recrutamento e seleção exige um conjunto de etapas para que este atue da forma mais eficaz possível e origine os melhores resultados. Para tal, aconselhamos que siga estes passos:

Passo 1 – Definição clara do cargo ou função

Perceber quais as características básicas que o recrutador quer ver na pessoa que irá ser selecionada para a vaga em questão é o primeiro passo a dar para a implementação de um processo de recrutamento e seleção eficaz. Para tal, é fundamental que o departamento de Recursos Humanos reflita sobre alguns aspetos importantes, como as competências técnicas mínimas que o candidato deve ter, as ferramentas que este terá que trabalhar no seu dia-a-dia, que tipo de experiências profissionais deve conter no seu currículo e, mais importante ainda, quais as características que compõem a equipa que este virá a integrar.

De uma forma geral, é essencial perceber quais os detalhes que vão fazer a diferença e determinar os fatores mais relevantes para a vaga em específico.

Passo 2 – Divulgação da vaga

Após a definição do perfil do candidato pretendido, o passo seguinte consiste na divulgação da vaga. Nesta etapa, é fundamental conhecer o público-alvo e quais as melhores formas de captar a atenção desses candidatos. Para isso, o recrutador deve definir qual o tipo de recrutamento que pretende – interno, externo, misto, online ou às cegas – e só deve passar para a divulgação e publicação da descrição na vaga nos canais online ou offline mais utilizados pelo público (jornais, sites de emprego, aplicações, website da empresa, redes sociais, universidades ou LinkedIn).

Além disso, as informações sobre o anúncio e a forma de como este é escrito é muito importante para atrair os candidatos pretendidos. Neste sentido, ser preciso no título, sucinto na descrição da vaga, realista no que toca aos requisitos e honesto no que diz respeito aos benefícios são cuidados que deve ter antes da divulgação da vaga.

Passo 3 – Identificação dos melhores candidatos

Durante a triagem dos currículos recebidos, estes devem ser cuidadosamente analisados para detetar as competências dos candidatos. O foco está numa primeira triagem fria, isto é, sem nenhum contacto com os candidatos. Esta etapa serve para excluir as candidaturas que não apresentam os requisitos para a função, sejam anos de experiências ou área de residência. Os restantes candidatos, aqueles que vão de encontro às especificações da vaga, devem ser contactados para avaliar o interesse dos mesmos e confirmar se estão enquadrados no perfil requisitado.

Passo 4 – Marcação das entrevistas

Após de efetuada a triagem dos currículos, o recrutador deve passar para o agendamento das entrevistas, online ou presenciais, com os candidatos qualificados. Desta forma, estes candidatos vão ser avaliados na componente comportamental através de dinâmicas de grupo ou testes psicológicos. Somente depois é que serão realizadas entrevistas individuais com os responsáveis pelo recrutamento e seleção.

Passo 5 – Envio da proposta

Depois dos candidatos passarem pelos passos anteriores, torna-se possível selecionar o candidato que se destacou, tanto a nível técnico como a nível comportamental. Assim, ao candidato selecionar deverá ser-lhe enviada a proposta formalizada pela organização, que deve conter todas as informações acerca do cargo, como o local de trabalho, o salário, os benefícios, as necessidades técnicas e informações sobre a empresa.

Importancia de um bom recrutamento

Técnicas de Recrutamento e seleção

Cada empresa é responsável pelo seu próprio processo de recrutamento e seleção. Contudo, existem certas técnicas que consideram as necessidades da empresa e os seus processos internos para que, depois, selecionem o candidato certo.  

A primeira técnica, sendo um método e recrutamento e seleção bastante recomendado, passa pela realização de entrevistas com os melhores candidatos. Estas entrevistas devem ser bem estruturadas previamente, podendo ser realizadas em formato presencial ou online. Nestas entrevistas é essencial a confirmação de alguns detalhes, como os dados contidos nos currículos, quais os objetivos dos candidatos, os seus valores e atitudes e perceber se estes conseguirão se adaptar às necessidades da empresa.

Outra técnica de seleção passa pela aposta na gamificação ou Gamification. Esta aplicação tem sido bastante utilizada nos processos seletivos, ao integrar a componente de jogo para a avaliação dos candidatos. Porquê? Porque permite que o recrutador consiga avaliar as habilidades e competências dos candidatos, mas em ambiente mais descontraído e relaxado.

Além disso, outra técnica vantajosa está presente na utilização de processos seletivos mais empáticos e criativos, como o Design Thinking. O conceito de Design Thinking, na gestão das pessoas, diz respeito à inovação e às relações desenvolvidas à volta da empatia e do senso colaborativo. É um conjunto de ideias e pensamentos que aumentam o potencial na resolução de problemas. No recrutamento e seleção, o Design Thinking faz com que o candidato se aproxime mais da organização ao permitir que este levante ideias ou problemas, proponha soluções e melhorias, aplique as ferramentas corretas e identifique a evidência de bons resultados.

Por fim, para analisar e avaliar a capacidade intelectual e outras aptidões que possam ser úteis para a função que o candidato possa desempenhar, é possível a recorrência a testes psicométricos e também a testes de personalidade. Deste modo, características como o autocontrolo, a iniciativa, a empatia e os traços de liderança podem ser detetadas nos candidatos e, com isso, selecionar aquele que mais se enquadra no perfil necessário.

Portanto, escolha da melhor técnica vai depender do objetivo da empresa, dos recursos que estão à disposição e do tempo que tem disponível para o processo. Por isso, é importante entender exatamente qual o perfil ideal de contratação e a cultura organizacional, competências e necessidades da empresa.

Conclusão

Como demonstrado ao longo deste artigo, o processo de recrutamento e seleção é o maior contribuidor para o desempenho organizacional e para a harmonização do ambiente de trabalho. Contratar a pessoa certa para uma determinada vaga pode parecer simples, mas a realidade é que engloba várias componentes que devem ser tidas em consideração desde a atração de candidatos até à seleção do melhor.

Esperemos que com a leitura deste artigo, tenha ficado mais esclarecido em relação à maneira de como este processo decorre e qual a sua importância nas organizações.